Seu evento

Seja um Franqueado
Min 16 Max 28

Artigos e Dicas

Fotografia - Onde, Como e Quando surgiu

02/08/2011 - fotografia e filmagem, foto e filmagem, fotógrafo, foto e video, nori dias

Fotografia - algo indispensável em nossas vidas, para registrar bons momentos e poder relembrar depois, passar de geração em geração... A origem da fotografia remete ao grande Leonardo da Vinci, que usava uma câmara escura pra esboçar retratos. Oficialmente, a primeira fotografia permanente foi tirada em 1826, pelo físico francês Joseph Nicéphore Niépce, da janela de seu quarto. A exposição demorou nada menos que oito horas. Em 1814, Niépce já havia conseguido registrar uma foto, porém, a imagem se apagou depois de um tempo. O processo químico demorou a evoluir e, só em 1885, George Eastman desenvolveu o papel fotográfico. Em 1888 as câmeras chegaram às lojas, eram as Kodak, também conhecidas como câmeras caixão, pelo formato preto e simplicidade de funções. Mas o advento só chegou para as massas em 1900, com a invenção da Brownie, que não é o bolinho de chocolate, mas uma câmera compacta que foi um sucesso até a década de 1960. A revolução no mundo fotográfico começou em 1925, com a Leica I, a primeira câmera 35mm. O formato de alta qualidade e sua portabilidade inspiraram toda uma geração de lendas, como Henri Cartier-Bresson, Robert Capa e Robert Doisneau. Em 1845, o mundo viu a primeira câmera que revelava fotos instantaneamente, a Polaroid Model 95.  Mas chega de tanta velharia. Cadê o digital? A primeira delas, comercializada para o público, veio em 1990. Era a Dycam Model 1, que gravava as fotos num cartão de memória interno de 16MB. A primeira máquina digital profissional foi a Kodak DSC-100, de 1.3 Megapixels, e custava a bagatela de US$ 13 mil. A tecnologia evoluiu tanto que, hoje, tal resolução consegue ficar abaixo de muitos celulares e webcams. Com o advento do digital, a fotografia se tornou um passatempo universal sempre presente no nosso cotidiano e, a cada clique, consegue ficar ainda mais viciante e apaixonante. E é por isso que continuamos sempre buscando, registrando, e também nos remoendo por aquelas fotos que perdemos, já que, como o tempo, os instantes nunca voltam. Clique aqui e encontre os melhores profissionais de fotografia de Maringá Margarete Beltramin - Seuevento.net A origem da fotografia remete ao grande Leonardo da Vinci, que usava uma câmara escura pra esboçar retratos. Oficialmente, a primeira fotografia permanente foi tirada em 1826, pelo físico francês Joseph Nicéphore Niépce, da janela de seu quarto. A exposição demorou nada menos que oito horas. Em 1814, Niépce já havia conseguido registrar uma foto, porém, a imagem se apagou depois de um tempo. O processo químico demorou a evoluir e, só em 1885, George Eastman desenvolveu o papel fotográfico. Em 1888 as câmeras chegaram às lojas, eram as Kodak, também conhecidas como câmeras caixão, pelo formato preto e simplicidade de funções. Mas o advento só chegou para as massas em 1900, com a invenção da Brownie, que não é o bolinho de chocolate, mas uma câmera compacta que foi um sucesso até a década de 1960. A revolução no mundo fotográfico começou em 1925, com a Leica I, a primeira câmera 35mm. O formato de alta qualidade e sua portabilidade inspiraram toda uma geração de lendas, como Henri Cartier-Bresson, Robert Capa e Robert Doisneau. Em 1845, o mundo viu a primeira câmera que revelava fotos instantaneamente, a Polaroid Model 95.  Mas chega de tanta velharia. Cadê o digital? A primeira delas, comercializada para o público, veio em 1990. Era a Dycam Model 1, que gravava as fotos num cartão de memória interno de 16MB. A primeira máquina digital profissional foi a Kodak DSC-100, de 1.3 Megapixels, e custava a bagatela de US$ 13 mil. A tecnologia evoluiu tanto que, hoje, tal resolução consegue ficar abaixo de muitos celulares e webcams. Com o advento do digital, a fotografia se tornou um passatempo universal sempre presente no nosso cotidiano e, a cada clique, consegue ficar ainda mais viciante e apaixonante. E é por isso que continuamos sempre buscando, registrando, e também nos remoendo por aquelas fotos que perdemos, já que, como o tempo, os instantes nunca voltam. Clique aqui e encontre os melhores profissionais de fotografia de Maringá Margarete Beltramin - Seuevento.net

Envie um Comentário sobre a Artigos e Dicas

Nome
Email
Cod. verificador
9017
Comentário
Prosseguir

Comentários 00 Comentários. Seja o primeiro a comentar.

Artigos e Dicas
Saiba Tudo Sobre o Doce-Ícone dos Casamentos!

Saiba Tudo Sobre o Doce-Ícone dos Casamentos!

Hoje em dia é mais fácil ver uma noiva vestida de vermelho do que uma festa sem uma mesa repleta de bem-casados para deliciar os convidados na saída do evento. O doce composto por dois pedaços de pão de ló unidos por um recheio delicioso e banhado em uma calda de açúcar é item obrigatório na maioria dos casamentos. A versão brasileira dele é uma adaptação do lusitano casadinho, feito de maneira quase igual ao doce nacional, porém, com uma massa mais densa. O doce português, por sua vez, foi inspirado nos tradicionais alfajores árabes, que uniam dois biscoitos com um recheio de doce de leite. "O significado do bem-casado é justamente a união: são dois bolinhos que só ficam juntos por causa do recheio. Por essa razão, o doce é uma tradição nos casamentos", explica Silvia Chuairi, sócia e filha da fundadora do Atelier Mariza Doces, que produz bem-casados há 52 anos. Mil sabores: As versões tradicionais levam um recheio de doce de leite ou baba de moça (feita com gemas, leite condensado e leite de coco). Porém, com as inovações constantes do mercado culinário e de festa, atualmente é fácil encontrar bem-casados de chocolate e com opções variadas de recheio: limão, tangerina, goiaba, brigadeiro, trufa, beijinho, pistache e até maçã com canela. Apresentação é tudo: A versão mais pedida ainda é a embalada em papel crepom e amarrada com uma delicada fita de cetim. Mas, para combinar com a decoração da festa, o bem-casado pode ser oferecido de diversas maneiras: embrulhado em tecido, papel importado, saquinhos, envelopes, caixinhas personalizadas com os nomes dos noivos, amarrados com flores, medalhinhas religiosas e até cristal Swarovski. "Também estão saindo muito as versões para comer de colher, que vão na própria colher de porcelana, em potinhos de acrílico ou vidro", diz Larissa Montanari, proprietária da loja virtual de doces e lembranças Cake & Craft. Preços: Bem-casados geralmente são vendidos por unidade. E, como regra, quanto maior a quantidade comprada, menor será o valor de cada doce. Os preços variam de acordo com a região do Brasil, mas é possível encontrar boas opções a um custo inicial de R$ 2. "É a embalagem que vai influenciar no preço", diz Silvia. Por isso, estimar até quanto um doce pode custar é difícil, uma vez que são as preferências e a criatividade dos noivos que influenciarão no custo. O bem-casado perfeito: Cada doceira tem seu próprio segredo para preparar a sobremesa, mas há características comuns que devem ser observadas ao provar um bem-casado. "O bolinho deve estar fresquinho, com massa aerada e leve. O recheio tem que ser na medida certa, sem tornar-se enjoativo. Também não pode cheirar a ovo", explica Angela Toribio, diretora da Oficina do Açúcar. Quantidade ideal: Segundo a tradição, para garantir uma união feliz deve-se oferecer, ao menos, um bem-casado a cada convidado. Mas as doceiras são unânimes em afirmar que, por precaução, devem ser encomendados cerca de três por pessoa. Até porque, levar um (ou mais) desses doces para comer no dia seguinte também virou uma prática comum. Da festa para o congelador: Os noivos que terminarem a celebração com mais bem-casados do que é possível consumir no prazo de validade de sete dias, podem congelar o doce. Ao sair do freezer, a massa não estará tão molhadinha e o recheio ganhará mais consistência, no entanto, o sabor é garantido. "O bem-casado pode ser congelado por três meses", diz Silvia.

Artigos e Dicas
Novidades para Festas Infantis

Novidades para Festas Infantis

Novidades para festas infantis que deverão inspirar o ano de 2015 Festa Infantil Maringá – A tendência para 2015, segundo a famosa Tem Festa de Recife, é o DIY (Do it Yourself) que garante a personalização da festa e toque handmade. Aplica-se em todos os temas dando uma repaginada nos clássicos como princesas, futebol, ursos, fazendinha, circo, bonecas. As festas infantis têm retomado temas e programações das festas que as mães da galera hoje com trinta e alguns faziam no quintal/cozinha de nossas casas ou na casa das vovós! Não tem muito segredo, é o toque artesanal nas peças e nos detalhes que irão compor as festas infantis e fazer a alegria ao bolso dos adultos que levarem ao pé da letra o DIY! Você deve e precisa contratar bons profissionais, mas #ficaadica: o toque artesanal deixa a festa sempre mais bonita e alegre! Aí vai de bandeja uma sequência de fotos para inspirar a preparação..... Festa Infantil Maringá – A tendência para 2015, segundo a famosa Tem Festa de Recife, é o DIY (Do it Yourself) que garante a personalização da festa e toque handmade. Aplica-se em todos os temas dando uma repaginada nos clássicos como princesas, futebol, ursos, fazendinha, circo, bonecas. As festas infantis têm retomado temas e programações das festas que as mães da galera hoje com trinta e alguns faziam no quintal/cozinha de nossas casas ou na casa das vovós! Não tem muito segredo, é o toque artesanal nas peças e nos detalhes que irão compor as festas infantis e fazer a alegria ao bolso dos adultos que levarem ao pé da letra o DIY! Você deve e precisa contratar bons profissionais, mas #ficaadica: o toque artesanal deixa a festa sempre mais bonita e alegre! Aí vai de bandeja uma sequência de fotos para inspirar a preparação.....

Artigos e Dicas
Temas para Decoração de Festa Infantil

Temas para Decoração de Festa Infantil

Decoração para Festa Infantil – O SeuEvento.Net/Maringá está em clima de festa infantil. Inspirados na decoração da festa do pequeno Caio que está em nossa coluna social hoje, selecionamos algumas imagens de temas para decorar a festa dos pequerruchos! A escolha do tema para festa infantil é o início de tudo, é o norte para criar os detalhes e enriquecer a comemoração. Não que seja tarefa tão fácil, pois a variedade e qualidade dos trabalhos apresentados deixa qualquer Mamãe maluca para escolher, isso enquanto os pimpolhos não manifestam vontade própria a respeito do assunto! As imagens são de fornecedores para festa infantil em Maringá. Com certeza um deles tem o tema que você sonha em ter decorando a festa de seu filho ou filha! Decoração para Festa Infantil – O SeuEvento.Net/Maringá está em clima de festa infantil. Inspirados na decoração da festa do pequeno Caio que está em nossa coluna social hoje, selecionamos algumas imagens de temas para decorar a festa dos pequerruchos! A escolha do tema para festa infantil é o início de tudo, é o norte para criar os detalhes e enriquecer a comemoração. Não que seja tarefa tão fácil, pois a variedade e qualidade dos trabalhos apresentados deixa qualquer Mamãe maluca para escolher, isso enquanto os pimpolhos não manifestam vontade própria a respeito do assunto! As imagens são de fornecedores para festa infantil em Maringá. Com certeza um deles tem o tema que você sonha em ter decorando a festa de seu filho ou filha!