Seu evento

Você está em:
Escolha o tipo de evento que deseja organizar
Min 14 Max 25
Seja um Franqueado

Artigos e Dicas

Ótima dica de penteado com lenço!

17/07/2012 - dicas,mulher,conquista,amor,relacionamento,10 dicas, homens,penteado,pentiado,festa ,evento,lenço,cabelo

Passo a passo de penteado: Coque com lenço!
Ótima ideia!!!










Estava procurando um jeito de usar o cabelo preso em que eu pudesse usar meu lenço lindo e vi esse aqui. Coque desarrumado ( mas preso com bons 8 grampos no mínimo ) e lenço amarrado largo atrás e com nó na frente.

Minha franja está maior que a da guria das fotos então vou improvisar deixando apenas um pedaço à mostra, o resto entoco pra baixo do lenço.

È fácil e fica lindo. Caso o lenço seja de um tecido muito fino e fique escorregando, apele pros grampos. Não esqueça que os grampos devem ser da cor do seu cabelo. Dependendo da estampa do lenço use um coque mais justinho ( menos bagunçado ) e adapte a um penteado pin up bem legal.

 As fotos começam mostrando como fazer a dobra do lenço certinha, depois como amarrar, dar o nó e esconder as pontinhas.

Use hoje mesmo, vai ficar super fofo!

































Fonte: www.larafotos.com.br










Estava procurando um jeito de usar o cabelo preso em que eu pudesse usar meu lenço lindo e vi esse aqui. Coque desarrumado ( mas preso com bons 8 grampos no mínimo ) e lenço amarrado largo atrás e com nó na frente.

Minha franja está maior que a da guria das fotos então vou improvisar deixando apenas um pedaço à mostra, o resto entoco pra baixo do lenço.

È fácil e fica lindo. Caso o lenço seja de um tecido muito fino e fique escorregando, apele pros grampos. Não esqueça que os grampos devem ser da cor do seu cabelo. Dependendo da estampa do lenço use um coque mais justinho ( menos bagunçado ) e adapte a um penteado pin up bem legal.

 As fotos começam mostrando como fazer a dobra do lenço certinha, depois como amarrar, dar o nó e esconder as pontinhas.

Use hoje mesmo, vai ficar super fofo!

































Fonte: www.larafotos.com.br

Envie um Comentário sobre a Artigos e Dicas

Nome
Email
Cod. verificador
7259
Comentário
Prosseguir

Comentários 00 Comentários. Seja o primeiro a comentar.

Artigos e Dicas

"Ler é uma Viagem" dá dicas para a formação de jovens leitores

itu, cultura, literatura, ler é uma viagem, dia muncial do livro, dia nacional do livro infantil

Saiba como estimular o hábito em crianças e adolescentes! O "Ler é uma Viagem" incentiva práticas leitoras através da mediação de leitura Em abril são comemoradas duas importantes datas no universo da literatura: o Dia Nacional do Livro Infantil (18) e Dia Mundial do Livro (23). Por isso, a equipe do “Ler é uma Viagem”, um programa que estimula o acesso e prazer de ler em todas as idades, preparou algumas dicas para ajudar os pais na formação dos novos leitores. Confira: 1) Comece cedo: diferente do que se pode imaginar, não existe uma idade certa para começar a apresentar para os pequenos o mundo da leitura. Aliás, é possível incluir a convivência com as histórias e os livros desde a gestação. “Inclua sempre nas conversas diárias com o bebê a leitura e narração de histórias em voz alta. É importante também associar esse momento à tranquilidade e ao afeto”, ensina explica a Socióloga e Doutora em Ciência da Informação, Amanda Leal de Oliveira, que atua como consultora no “Ler é uma viagem”. 2) Tenha atitudes leitoras: o exemplo também é fundamental para que as crianças e adolescentes entrem em contato com o prazer que a leitura pode proporcionar. Mostre para eles que você também é um leitor apaixonado. “Fale sobre os livros que você gostava quando tinha a mesma idade que ele, mostre quais são as histórias que você está lendo hoje. Leia em voz alta para eles histórias de que você também gosta muito”, comenta Élida Marques, leitora pública e idealizadora do projeto. 3) Cerque-os de livros: é importante que as crianças tenham sempre à mão diferentes livros e que possam ser livres para investigá-los. “Seja em casa ou visitando frequentemente bibliotecas, casas de amigos, familiares, centros culturais ou livrarias. Assim eles podem folhear e escolher o que querem ler”, diz Amanda. 4) Não fique restrito às recomendações de faixa etária: elas são apenas recomendações! Muitas vezes as crianças e adolescentes gostam de textos e estilos que não foram desenvolvidos especificamente para eles. “Os bebês, por exemplo, costumam gostar muito de poesia pelas rimas e textos com repetições e palavras. Neste caso, a sonoridade atrai a atenção deles”, exemplifica a profissional. “Muitos adolescentes também se encantam com livros com muitas ilustrações e pouco texto, pois são visuais e rápidos de ler”. 5) Mostre que há um mundo para se explorar: ofereça o maior número possível de gêneros e formatos de livros. “É importante que eles tenham contato com diferentes autores, dos clássicos aos modernos, com contos, crônicas e poesias, que possam conhecer diferentes tipos de ilustradores”, conta. “Também podemos mostrar que existem livros finos, grossos, fofinhos, etc. Assim eles podam encontrar os que mais gostam”. 6) Ofereça paixões: encontre livros e histórias com temas que eles já gostam. “Muitas vezes o leitor começa a se apaixonar primeiro por temas que já são familiares para ele”, dá a dica. 7) Deixe que eles escolham: não tente impor o seu gosto pessoal para os novos leitores.Ofereça os estímulos para que ele descubra. 8) Não tenha preconceito: a profissional lembra que não existe certo e errado na paixão pelos livros.“As primeiras escolhas podem não ser as que você considera melhor, mas o importante é que eles leiam aquilo que desperta o interesse deles”, comenta Amanda. 9) Saia do literário: o universo da leitura vai muito além dos livros e passa por toda a cultura escrita. “Muitas vezes a iniciação não acontece através da literatura, mas dos gibis, das revistas e de outros formatos escritos”, lembra. “É importante que todos eles façam parte do universo do leitor”. 10) Não fique chateado: se ele te interromper, se pular páginas ou ainda se ele não chega ao final da história. “O gosto pela leitura pode não ser “instantâneo”; ele exige tempo, depende do dia, do ambiente e de muitas histórias para que se consolide”, finaliza a profissional. Sobre o “Ler é Uma Viagem” Programa criado em 2003, pela atriz Élida Marques, incentiva práticas leitoras através da mediação de leitura com música ao vivo, leitura pública, saraus, recitais, shows e eventos literários diversos. Realizou mais de 500 apresentações e reuniu um público de mais de 30 mil pessoas que foram sensibilizadas pelo prazer que a leitura literária pode proporcionar. Os projetos apoiados por leis de incentivo do Ler é uma Viagem ocuparam praças, parques, bibliotecas públicas e principalmente escolas, com histórias de Monteiro Lobato, Guimarães Rosa e Hans Cristian Andersen, entre outros autores. Confira no site www.lereumaviagem.com.br mais informações sobre as ações do programa, material de apoio pedagógico para educadores, dicas e conteúdos sobre leitura.

Artigos e Dicas
Você não precisa abrir mão do chocolate na Páscoa; especialista explica qual a melhor forma de consu

Você não precisa abrir mão do chocolate na Páscoa; especialista explica qual a melhor forma de consu

chocolate em brasilia, pascoa em brasilia, dicas de chocolates em brasilia, dicas de chocolate

A recomendação do consumo diário de chocolate é de, no máximo, 30 gramas É chegada a época do ano em que o consumo de chocolates - muito mais do que incentivado - integra o ritual do almoço de Páscoa. Ninguém precisa abrir mão do prazer de quebrar um ovo e se deliciar com o sabor do alimento que, na medida certa, é saudável. O cacau, por exemplo, é das substâncias mais antioxidantes que existem em nosso cardápio. No entanto, a dica é optar pelo chocolate amargo. Segundo o médico ortomolecular Luiz Jabbur o ideal é que, na composição, tenha 70% de cacau. "Menos do que isso, é só um gostinho bom", afirma o especialista.  Se você é adepto de atividade física, o melhor momento para se deliciar com o chocolate é logo após a prática. Se você não se exercita, consuma o alimento após as refeições e acompanhado de um café. "O café favorece a diminuição do pico de insulina", explica o especialista. A dica preciosa é: não exagere. O consumo diário máximo de chocolate é 30 gramas. Por isso, congele seu ovo de Páscoa e coma aos poucos.  A recomendação do consumo diário de chocolate é de, no máximo, 30 gramas É chegada a época do ano em que o consumo de chocolates - muito mais do que incentivado - integra o ritual do almoço de Páscoa. Ninguém precisa abrir mão do prazer de quebrar um ovo e se deliciar com o sabor do alimento que, na medida certa, é saudável. O cacau, por exemplo, é das substâncias mais antioxidantes que existem em nosso cardápio. No entanto, a dica é optar pelo chocolate amargo. Segundo o médico ortomolecular Luiz Jabbur o ideal é que, na composição, tenha 70% de cacau. "Menos do que isso, é só um gostinho bom", afirma o especialista.  Se você é adepto de atividade física, o melhor momento para se deliciar com o chocolate é logo após a prática. Se você não se exercita, consuma o alimento após as refeições e acompanhado de um café. "O café favorece a diminuição do pico de insulina", explica o especialista. A dica preciosa é: não exagere. O consumo diário máximo de chocolate é 30 gramas. Por isso, congele seu ovo de Páscoa e coma aos poucos. 

Artigos e Dicas
Veja cinco dicas para emagrecer sem dieta

Veja cinco dicas para emagrecer sem dieta

emagrecer em brasilia, emagrecimento natural, sem regime como emagrecer, emagrecer, quero emagrecer

Na corrida por um corpo perfeito, muitas mulheres se submetem a dietas. No entanto, começar UMA DIETArigorosa e assim privar-se do prazer de desfrutar uma boa comida pode ser um sacrifício pelo qual você não quer passar. “Dieta” pode ser uma palavra assustadora. Mas, nem tudo está perdido. Confira 5 dicas que vão ajudá-lo a emagrecer sem recorrer às dietas malucas. 1 – Coma mais Segundo especialistas, comer mais ajuda a EMAGRECER. Isso não quer dizer que você deva sair por aí comendo tudo o que tiver vontade. Comer mais significa comer em intervalos de três em três horas, porções não muito exageradas e de alimentos saudáveis, como frutas, legumes, verduras e grãos. Outra dica é certificar-se de incluir proteína nas refeições. Isso porque a proteína leva mais tempo para ser digerida e por isso proporciona maior saciedade e, portanto, menos fome. São exemplos de alimentos ricos em proteína: carne vermelha, peixes, ovos e laticínios. 2 – Atente-se aos rótulos Atentar-se aos rótulos dos alimentos, aprendendo a lê-los e entendê-los, pode ser um forte aliado no processo de EMAGRECIMENTO. Isso porque muitos produtos que se auto avaliam como saudáveis, podem, na verdade, estar repletos de açúcar e gorduras, substâncias não desejadas para quem deseja emagrecer. Por isso, antes de comprar qualquer alimento, lembre-se de analisar cuidadosamente o rótulo do produto. 3 – Preste atenção no que está comendo De acordo com estudos publicados no periódico Science Daily, as pessoas que conseguem controlar sua DIETA, consomem alimentos não saudáveis em menor quantidade, pois se sentem satisfeitas logo. Segundo essas pesquisas, prestar mais atenção na quantidade de alimentos não saudáveis pode ajudar a controlar o consumo desses alimentos, uma vez que o simples fato de focar naquilo que se come faz com que se sinta saciado mais rapidamente. Ainda de acordo com esses estudos, o mesmo não se aplica às comidas saudáveis, pois monitorar demais o consumo desse tipo de alimento pode ir contra o objetivo de ser adepto a UMA DIETA saudável. 4 – Não pule nenhuma refeição Você provavelmente já deve ter ouvido falar que pular refeições não é saudável e não contribui para o EMAGRECIMENTO. Isso se deve ao fato de que ao pular uma refeição, tende-se a exagerar no consumo de alimentos ricos em carboidratos e amidos e deixar de lado os vegetais e os alimentos ricos em proteína. Além disso, pesquisas demonstram que optar em iniciar uma refeição comendo alimentos gordurosos e ricos em carboidratos e amidos, leva a um maior consumo de calorias, ao contrário das refeições cujo prato inicial está repleto de frutas e/ou verduras e legumes. 5 – Não olhe para as comidas não saudáveis Pesquisas realizadas pela Universidade do Sul da Califórnia demonstraram que visualizar alimentos não saudáveis, de alto teor calórico, como pizza e cupcakes estimula o apetite e o desejo por esse tipo de alimento, além de aumentar a fome. Por isso, vale a pena esquecer os doces e qualquer outro tipo de “junk food” na prateleira do mercado e optar por deixar à mostra apenas os alimentos amigos da DIETA. Na corrida por um corpo perfeito, muitas mulheres se submetem a dietas. No entanto, começar UMA DIETArigorosa e assim privar-se do prazer de desfrutar uma boa comida pode ser um sacrifício pelo qual você não quer passar. “Dieta” pode ser uma palavra assustadora. Mas, nem tudo está perdido. Confira 5 dicas que vão ajudá-lo a emagrecer sem recorrer às dietas malucas. 1 – Coma mais Segundo especialistas, comer mais ajuda a EMAGRECER. Isso não quer dizer que você deva sair por aí comendo tudo o que tiver vontade. Comer mais significa comer em intervalos de três em três horas, porções não muito exageradas e de alimentos saudáveis, como frutas, legumes, verduras e grãos. Outra dica é certificar-se de incluir proteína nas refeições. Isso porque a proteína leva mais tempo para ser digerida e por isso proporciona maior saciedade e, portanto, menos fome. São exemplos de alimentos ricos em proteína: carne vermelha, peixes, ovos e laticínios. 2 – Atente-se aos rótulos Atentar-se aos rótulos dos alimentos, aprendendo a lê-los e entendê-los, pode ser um forte aliado no processo de EMAGRECIMENTO. Isso porque muitos produtos que se auto avaliam como saudáveis, podem, na verdade, estar repletos de açúcar e gorduras, substâncias não desejadas para quem deseja emagrecer. Por isso, antes de comprar qualquer alimento, lembre-se de analisar cuidadosamente o rótulo do produto. 3 – Preste atenção no que está comendo De acordo com estudos publicados no periódico Science Daily, as pessoas que conseguem controlar sua DIETA, consomem alimentos não saudáveis em menor quantidade, pois se sentem satisfeitas logo. Segundo essas pesquisas, prestar mais atenção na quantidade de alimentos não saudáveis pode ajudar a controlar o consumo desses alimentos, uma vez que o simples fato de focar naquilo que se come faz com que se sinta saciado mais rapidamente. Ainda de acordo com esses estudos, o mesmo não se aplica às comidas saudáveis, pois monitorar demais o consumo desse tipo de alimento pode ir contra o objetivo de ser adepto a UMA DIETA saudável. 4 – Não pule nenhuma refeição Você provavelmente já deve ter ouvido falar que pular refeições não é saudável e não contribui para o EMAGRECIMENTO. Isso se deve ao fato de que ao pular uma refeição, tende-se a exagerar no consumo de alimentos ricos em carboidratos e amidos e deixar de lado os vegetais e os alimentos ricos em proteína. Além disso, pesquisas demonstram que optar em iniciar uma refeição comendo alimentos gordurosos e ricos em carboidratos e amidos, leva a um maior consumo de calorias, ao contrário das refeições cujo prato inicial está repleto de frutas e/ou verduras e legumes. 5 – Não olhe para as comidas não saudáveis Pesquisas realizadas pela Universidade do Sul da Califórnia demonstraram que visualizar alimentos não saudáveis, de alto teor calórico, como pizza e cupcakes estimula o apetite e o desejo por esse tipo de alimento, além de aumentar a fome. Por isso, vale a pena esquecer os doces e qualquer outro tipo de “junk food” na prateleira do mercado e optar por deixar à mostra apenas os alimentos amigos da DIETA.